Cultura

Governo do Estado abre edital com R$ 2 milhões em incentivo à literatura mato-grossense

Trabalhadores da cultura, que buscam escrever ou publicar um livro e desenvolver projeto de fomento à leitura, podem fazer inscrições para o Edital Estevão de Mendonça de Incentivo à Literatura Mato-Grossense. O Governo de MT, por meio da secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), disponibilizou R$ 2 milhões para 73 propostas culturais inéditas.

“Esta é a segunda edição do edital de fomento à leitura e literatura, dessa vez com a novidade da categoria de criação. Ou seja, além dos escritores com obras para publicação, também teremos recurso para o desenvolvimento do livro, incentivando novos autores que precisam do valor para se dedicar à conclusão da obra”, destaca o secretário adjunto de Cultura, Jan Moura.

As inscrições ficam abertas até o dia 19 de maio e serão feitas online, com o link disponível no site da Secel. O resultado da seleção está previsto para 26 de setembro.

O edital da Secel vai selecionar 33 projetos de publicação de obras literárias em formato digital e impresso, distribuindo o montante de R$ 1,4 milhão para 20 propostas da categoria adulto (R$ 40 mil cada), cinco para o público infantojuvenil (R$ 40 mil cada) e oito obras de classificação infantil (R$ 50 mil cada).

Para incentivo de novos escritores e criação de obras literárias, serão destinados R$ 330 mil para 22 propostas, sendo 10 para adultos, seis para infantojuvenil e seis para o infantil. Cada projeto receberá R$ 15 mil.

De acordo com a seleção pública, as obras poderão ser escritas em diferentes expressões literárias, como poesia, prosa, contos, crônicas, romance, novelas, peças teatrais, roteiros audiovisuais, história em quadrinhos e outros.

Adulto corresponde às pessoas acima de 18 anos, infantojuvenil são aqueles com idade entre 12 e 18, e infantil são os leitores com até 11 anos de idade.

Vale lembrar que somente serão aceitas propostas que não tenham sido publicadas anteriormente em formatos impresso ou virtual. A regra vale para os projetos de fomento à leitura. O edital prevê também a inscrição de obras literárias de autores falecidos, propostas por seus sucessores legais ou detentores de direitos autorais.

O edital também irá selecionar 18 projetos de fomento à leitura, que podem ser apresentados nas categorias contação de histórias e mediação de leitura, formação de mediadores e formação de escritores. Cada proposta receberá R$ 15 mil, totalizando R$ 270 mil para o fomento.

Ao fim, os trabalhadores da cultura selecionados no edital, precisam também apresentar uma contrapartida com oferta de ações voltadas ao acesso da população a obras literárias de autores mato-grossenses e projetos de fomento e incentivo à leitura.

Para os selecionados na categoria publicação, as contrapartidas são publicação mínima de exemplares e doação de obras para o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas. Também a realização de encontros entre o leitor e o autor, que podem acontecer por meio de palestra, roda de conversa, chá literário, papo com o escritor e outros.

Os contemplados com recursos para contação de história ou mediação de leitura e formação de escritores, deverão realizar espetáculos orais com temática literária e acessível (tradução em libras, legenda oculta e audiodescrição) e oferecer oficinas e cursos de formação.

Para os selecionados em novos escritores, deverão realizar ações de compartilhamento do processo de criação, como roda de conversa, chá literário, papo com o escritor. Além disso, apresentar um documento do resultado do processo desenvolvimento da obra.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)