Cultura

Festival Mato-grossense de Quadrilhas prossegue com etapa em Araguaiana

Depois de movimentar o último final de semana em Rondonópolis, o Festival Mato-grossense de Quadrilhas (Festrilha) prossegue levando quadrilheiros e público estado afora. A segunda etapa ocorre neste final de semana, no município de Araguaiana. Os grupos participantes nesta sexta-feira (02.06) e sábado (03.06) são: Catireiros do Araguaia, Flor do Araguaia (Araguaiana); Flor do Mamulengo (General Carneiro), Balancê do Cerrado (Nova Xavantina), Abalantes do Sertão (Barra do Garças); Brilho Junino (Barra do Garças) e Nois Inverga Mais Não Quebra (Ribeirãozinho).

O evento, realizado pela Federação Mato-grossense de Quadrilhas, tem a Secretaria de Estado de Cultura (SEC) como principal apoiadora. O valor total repassado ao evento é de R$ 497 mil, sendo R$ 300 mil em recursos próprios da SEC e R$ 197 mil oriundos de emendas parlamentares.

Ao todo, são 27 grupos quadrilheiros inscritos que se apresentam nas etapas classificatórias que ocorrem em quatro municípios. A final será em General Carneiro, no início de julho. Os prêmios totalizam R$ 50 mil.

Cada etapa irá classificar quatro grupos que seguem para a final. Depois de Araguaiana, o Festival tem etapas em Porto Alegre do Norte (9 e 10), Bom Jesus do Araguaia (16 e 17) e General Carneiro (30 a 2 de julho), onde ocorre a final com a premiação das cinco melhores equipes participantes. A edição de 2016 teve como campeão o grupo Império Junino, de Rondonópolis.

Realizado há quase duas décadas, o Festival começou em Serra Nova Dourada e hoje já faz parte do calendário cultural de Mato Grosso. Além de manter viva uma tradição enraizada nas comunidades, a competição de quadrilhas em municípios diversos movimenta setores importantes para a economia, como o turismo e o comércio. Entre os objetivos do evento, estão manter viva a cultura junina e fazer com que ela sobreviva por gerações.