Agronotícias

Vazio sanitário do algodão termina nesta 6ª em parte dos municípios de Mato Grosso

O período obrigatório do vazio sanitário do algodoeiro termina nesta sexta-feira para os municípios da Região I, que concentra os núcleos regionais Centro (região de Campo Verde), Centro Leste (região de Primavera do Leste) e Sul (região de Rondonópolis). O plantio para esta região está estabelecido começa no sábado e segue até 28 de fevereiro. Em Mato Grosso, o calendário é divido em duas regiões conforme a Instrução Normativa Conjunta do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso.

Já para os municípios da Região II, que reúne as regiões de Sapezal (Núcleo Regional Noroeste), Campo Novo do Parecis (Núcleo Regional Médio Norte), Sorriso e Lucas do Rio Verde (Núcleo Regional Norte), o vazio sanitário da cultura do algodão continua até 14 de dezembro, e o plantio está normatizado de 15 de dezembro a 28 de fevereiro.

Durante o vazio sanitário não pode haver restos culturais, denominados de plantas com risco fitossanitário. O vazio sanitário é uma medida para controle do bicudo-do-algodoeiro, uma praga com alto potencial de dano nessa cultura.

Equipes do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea), estão em campo fiscalizando se há presença de plantas com “risco fitossanitário”, que são plantas do algodoeiro tigueras acima do estádio V3 e plantas rebrotadas (soqueiras) com mais de quatro folhas por broto ou presença de estruturas reprodutivas (botão floral, flores, maçãs e capulhos).

A multa para quem descumprir o período é de 30 Unidade Padrão Fiscal (UPF-MT), mais 2 UPF por hectare de planta não eliminada.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)