Agronotícias

Prefeitura deve decretar emergência devido às queimadas em Sorriso e produtores poderão renegociar financiamento

O Comitê de Prevenção e Resposta às Intempéries Climáticas da prefeitura de Sorriso poderá decretar situação de emergência no município por conta das queimadas que vem ocorrendo, quase que diariamente em propriedades rurais e em matas no perímetro urbano. Se isso ocorrer, o município receberá recursos emergenciais para ajudar no combate ao fogo e os agricultores que tiveram prejuízos poderão renegociar financiamento.

Ontem, houve uma grande queimada na região do lago do bairro Rota do Sol. Vários animais como tatu, capivara entre outros morreram queimados. Houve grande empenho dos bombeiros para combater as chamas. A Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) também ajudou no combate.

“Estamos vivendo um momento bastante critico, a baixa umidade do ar e suspeitas de incêndios criminosos. Estamos buscando toda a forma de combater os incêndios, vários prejuízos estão acontecendo e a maior preocupação nossa é com a vida humana. Estamos em estado de alerta, todos tem que ficar atentos, principalmente os pequenos produtores, médios e grandes que tenham matas próximas, áreas secas. Tudo está em risco. Estamos com caminhões e trabalhadores a disposição dos bombeiros. Pedimos apoio. Hoje pedimos apoio da sociedade”, disse o prefeito Ari Lafin.

O coordenador da Defesa Civil Fábio dos Santos disse que “o incêndio chegou a residências no assentamento Jonas Pinheiro, onde temos quase mil pessoas, isso nos preocupou muito. Também estamos recebendo várias imagens de animais mortos pelo fogo, tratores que pegaram fogo fazendo o combate. Nessa situação estamos oficializando a Defesa Civil Estadual. Estamos coletando os dados para uma possível decretação de emergência”.

Os dados divulgados pelo instituto apontam que 37% do total de focos de calor registrados neste ano estavam em áreas de vegetação amazônica no Mato Grosso, mas, na sequência, vêm os incêndios no Pantanal, que representaram 32% do total. “Estamos fazendo uma força tarefa. Apesar do Corpo de Bombeiros ter seus 34 combatentes, nós atendemos cinco municípios vizinhos de Sorriso, então estamos encaminhado para os incêndios de maior proporção. Infelizmente estão vindo chamados simultâneos. A tropa já está cansada porque vara a madrugada combatendo. São focos criminosos porque às 4h, às 3h da manhã não vai haver um fogo espontâneo. Não temos incidência de raio nesse período. A gente acredita que é incêndio criminoso”, disse o capitão dos bombeiros, Eraldo Moura.

Só Notícias/David Murba (colaborou: Lucas Torres, de Sorriso - fotos: assessoria)