Agronotícias

Preços de bezerro e boi magro em Mato Grosso continuam subindo; oferta restrita

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) constatou que, em função da oferta restrita de animais de reposição em Mato Grosso, os preços dessas categorias não param de valorizar e, inclusive, bateram recordes nominais nos últimos meses. Em setembro, os preços do bezerro de ano aumentaram 3,76% em relação a agosto, enquanto os da bezerra aumentaram 7,59%n o mesmo período.

No comparativo anual, o incremento foi ainda mais expressivo, de 43,98% e 65,45%, respectivamente. Já para as outras categorias, as altas mensais foram de 4,22%para o boi magro, 8,25% para o bezerro desmama, 7,09% para a bezerra desmama e 11,67% para o tourinho, por exemplo.

“É válido pontuar que, em setembro, as negociações em leilões foram bastante aquecidas, o que ajudou a sustentar o cenário de alta. Para o recriador, apesar de esta conjuntura não ser tão favorável assim, os recentes acréscimos da arroba do boi gordo deram uma aliviada na relação de troca boi/bezerro. Em setembro o indicador foi de 1,93 cabeça/cabeça, alta mensal de 5,98%.

Só Notícias (foto: arquivo/assessoria)