Agronotícias

Imea orienta sojicultores de Mato Grosso que momento da compra insumos é um dos fatores chaves para bom lucro

Os novos dados de custo de produção de soja em Mato Grosso, referente ao mês de agosto, foram divulgados pelo IMEA – Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária – apontando um custo maior para o bolso do produtor. O variável mensal passou para R$ 3.144,41/hectares, elevação de 2,51% ante o mês anterior. “O destaque para a elevação foi a valorização na moeda norte-americana, que apresentou alta de 6,4% (média mensal de agosto em relação a julho). Dessa forma, o custo ponderado mensal fechou em R$ 3.147,11/hectares para agosto, registrando alta de 0,09% ante ao mês anterior”.

“Em uma análise simples do comportamento dos custos de produção ao longo de 2019, percebe-se que o momento da aquisição dos insumos pode ser um dos fatores chave para o sucesso da atividade, visto que a diferença entre o maior e o menor custo variável registrado neste ano, chegou a R$ 139,56/hectare. Cenário que reforça a importância de o produtor ficar atento ao mercado e aproveitar as oportunidades para realizar os melhores negócios”, apontam os analistas do instituto.

O IMEA também informou, ontem à tarde, em seu boletim semanal, que o preço médio da soja em Mato Grosso fechou cotado a R$ 72,08/saca, na última semana, novamente apresentando leve retração, desta vez de 0,21%. A desvalorização semanal do dólar impactou nas cotações.

Só Notícias (foto: arquivo/Andre Kasczeszen/reprodução)