Agronotícias

Exportação mato-grossense cresce 2% no primeiro bimestre impulsionada pela soja

As exportações mato-grossenses começaram o ano com um crescimento de 20% em relação ao primeiro bimestre do ano passado. Em janeiro e fevereiro de 2019, o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), já registra vendas de U$ 2,24 bilhões contra U$ 1,87 bilhão no mesmo período de 2018. O superávit da balança comercial também cresceu: é de U$ 1,89 bilhão contra U$ 1,73 bilhão no ano passado. Os números colocam Mato Grosso como o 5º maior exportador do Brasil, com 6,4% da participação das vendas externas do país.

A soja, e seus derivados, como óleos e farelos, responde por 50% das vendas dos produtores mato-grossenses. O milho teve um aumento de 19% no valor de vendas em relação ao ano passado e agora tem 28% da participação nas exportações, seguido do algodão, com 8,9% e da carne com 7,9%.

A China, apesar de toda animosidade entre os governos, comprou 92% a mais e é responsável por 31% do comércio exterior, sendo o maior parceiro de Mato Grosso. O Vietnã deu um salto de 118% no valor de compra e tem 7% de participação, seguido de Holanda (4,7%), Irã (4,4%) e Turquia (3,8%).

As importações cresceram mais do que as vendas. A variação é de 144% com valor de U$ 355. A Rússia e a China são os principais fornecedores para o estado, vendendo insumos para a produção agrícola.

Só Notícias/Marco Stamm (foto: arquivo/assessoria)