Agronotícias

Empresas de Mato Grosso participam de feira de negócios na China; carne bovina e peixe são destaques

A empresas mato-grossenses estão divulgando seus produtos para a população chinesa. Carne bovina, peixe, cerveja artesanal, projetos de investimentos, de biotecnologia, de turismo, de inovação e tecnologia são alguns dos empreendimentos do Estado apresentados na 25º edição da Feira Internacional de Macau (MIF, na sigla inglesa), na China, na plataforma digital dedicada a países de língua portuguesa.

Considerado um dos mais importantes eventos econômicos e comerciais voltados para os países lusófonos, a Feira Internacional é organizada pelo Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau, que começou hoje e segue até sábado tem como tema “Cooperação-Chave para oportunidade de negócio”. Um dos principais objetivos da feira é a promoção de estratégias de negócios para países que querem fazer negócios na China.

“Participar de uma feira internacional como esta pode abrir portas para as empresas brasileiras, para os setores econômicos do estado de Mato Grosso e para possíveis investidores. É uma oportunidade para os empresários mato-grossenses promoverem seus produtos e serviços e bem como o governo apresentar as potencialidades do estado”, afirmou Eulália Souza de Oliveira, secretária interina de Desenvolvimento Econômico.

O governo de Mato Grosso participa da feira com a finalidade de estreitar potenciais parceiros, criar oportunidade dinâmicas de negócios e fazer promoção da pujança do estado. A representante do governo na China, Ariana Guedes, apresenta no evento trabalhos de planejamento, articulação e de execução da política econômica da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e também as ações do Parque Tecnológico desenvolvido pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação.

“Desde janeiro de 2020 o governo tem feito tratativas com o IPIM no intuito de acessar serviços ofertados aos países de língua portuguesa visando o estreitamento de relações com a China, além de outras iniciativas que venham a fortalecer a cooperação sino brasileira a longo prazo. A participação no MIF é um dos resultados das relações de negócios que estão sendo desenvolvidos. Empresas interessadas em acessar o mercado chinês ou já estabelecidas e que tenham interesse em expandir suas atividades, prestadores de serviços e projetos de investimentos públicos e privados podem ter acesso gratuito na plataforma digital do IPIM”, explicou Ariana.

Na edição deste ano,  são realizadas simultaneamente outras duas exposições comerciais: a Exposição de Franquia de Macau e a Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa. “É na PLPEX que os empresas mato-grossenses estão divulgando seus produtos e serviços e prospectando novos negócios. O governo do estado e nem as empresas tiveram custo para participar da exposição. São mais oportunidades de concretizar relações internacionais entre órgãos do governo e o setor privado de MT”, relatou Júlia Teixeira, coordenadora de Comércio Exterior da Sedec.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)