Agronotícias

Demanda pela soja de Mato Grosso cresce e processamento nas indústrias deve cair

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) apresentou a 3ª estimativa para a oferta e demanda de soja no Estado. Para a safra 2020/21, a oferta se manteve, enquanto a demanda cresceu 1,74% ante anterior. Dentre os fatores que ampliaram o volume demandado,  as exportações apareceram como principal motivo, com um acréscimo de 5,93% no comparativo anual (23,61 milhões de toneladas).

Para o consumo em Mato Grosso, a previsão das indústrias é de que 10,38 milhões de toneladas sejam processadas, decréscimo em relação ao relatório anterior, sob influência da baixa oferta de soja, bem como a valorização dos preços, que pode limitar o esmagamento no fim do ano.

O IMEA também aponta que, para a safra 2021/22, a oferta exibiu alta de 3,85% em relação a safra passada, motivada por uma maior produção. As exportações podem ultrapassar 24 milhões de toneladas, visto que o momento atual vem sendo favorável para os embarques, enquanto o consumo pode ser incrementado em 4,53%.

Só Notícias/Agronotícias (foto: arquivo/assessoria)