Agronotícias

Conab altera projeção, cita preços altos e prevê aumento ainda maior na produção de arroz em Mato Grosso

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) revisou os números estimados para a próxima safra de grãos brasileira. O segundo levantamento da safra 2020/2021 prevê um aumento ainda maior na produção mato-grossense de arroz. No primeiro, a empresa pública estimou um aumento de 0,8%. Agora, projetou um crescimento de 13,2% em relação à temporada passada.

De acordo com a companhia, Mato Grosso deve plantar 138 mil hectares do cereal, 16,3% a mais que em 2019/2020. Esse crescimento de área deverá compensar a queda de 2,7% na produtividade (3,3 mil quilos por hectare) e resultar em uma produção de 458 mil toneladas.

A “conjuntura de elevados preços” explica o aumento, segundo a Conab. “Há pouco produto disponível em estoque, e calcula-se que 94,7% da safra disponível esteja negociada e já ocorrem negócios incipientes para a safra 2020/21, com 2,6% já travado, o que não costuma ocorrer com tanta antecipação”, explica a empresa.

Em Mato Grosso, a semeadura do arroz está programada para se iniciar em novembro e deve começar após a semeadura da soja. Caso a previsão da Conab se confirme, Mato Grosso deverá ser o quarto maior produtor do cereal no Brasil, atrás apenas de Rio Grande do Sul (7,6 milhões de toneladas), Santa Catarina (1,1 milhão) e Tocantins (665 mil toneladas).

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: assessoria/arquivo)