Agronotícias

Agricultura familiar precisa de política pública de desenvolvimento em Mato Grosso, diz governador

Compreender o tamanho do segmento e a precariedade de investimentos públicos no setor. Estes foram os fatores determinantes para o governador Mauro Mendes (DEM) em sua decisão de manter a Secretaria Estadual de Agricultura Familiar (SEAF), conforme explicou em entrevista coletiva, após ser empossado.

“Compreendemos, após diversas conversas com atores dos cenários políticos, o tamanho do segmento e o quanto está precário. Quanto apoio precisa. O agronegócio, praticado em médias e grandes propriedades, já encontrou seu caminho. É profissional e competitivo, dando grandes resultados, que Mato Grosso já conhece”, afirmou Mauro.

O governador ainda destacou que o setor precisará de uma “política pública de desenvolvimento e interação nas cadeias para que possa também gerar emprego”. Segundo ele, atualmente, são “mais de 100 mil famílias que, de alguma forma, vivem da agricultura familiar no Estado de Mato Grosso”.

O escolhido de Mauro para comandar a pasta é o ex-deputado Silvano Amaral, que não conseguiu se reeleger para o Parlamento mato-grossense. Conforme Só Notícias já informou, o ex-parlamentar é uma indicação do MDB. Ontem, pelas redes sociais, ele comentou a nomeação. “Tenho certeza que junto com o governador eleito Mauro Mendes e o vice Otaviano Pivetta faremos muito pela agricultura familiar, zona rural e pelo homem do campo”, postou.

A indicação de Silvano correu risco e chegou a gerar uma crise entre MDB e DEM ao ponto de Carlos Bezerra dizer que retiraria o apoio do partido ao governo de Mauro Mendes. O governador eleito, que pretendia fundir a pasta confiada a Silvano, rearranjou a configuração das secretarias e manteve a união entre os partidos intacta.

Além de acomodar Silvano, Mauro Mendes nomeou o deputado estadual reeleito, Alan Kardec na secretaria de Estado de Esporte e Cultura e puxou o primeiro suplente do MDB, Romoaldo Júnior para a Assembleia Legislativa, contemplando as necessidades emedebistas.

Conforme Só Notícias já informou, ontem, o governador Mauro Mendes assinou, os ato de nomeação de Wanessa Queiroz Pinto para comandar a secretarias de Agricultura Familiar. Ela irá gerir as pastas durante este mês, enquanto o deputado estadual Silvano Amaral continuam em atividade na Assembleia Legislativa. Depois desse período, será renomeada como secretária adjunta e o deputado assume o cargo.

(Atualizada às 8h10)

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: Só Notícias/Diego Oliveira/arquivo)