Ponto Final

Sindicância – TJ

O Tribunal de Justiça adiou, nesta 5ª, a conclusão da votação de um pedido de abertura de sindicância para investigar atos da juíza Selma Arruda, da Vara Contra o Crime Organizado da capital, pela acusação de desvio funcional. O pedido de vistas é do desembargador Marcos Machado. 15 dos 30 desembargadores já haviam votado por arquivar a sindicância solicitada pelo advogado e ex-secretário de Administração, Francisco Faiad, que foi preso por ordem de Selma, investigado em supostas irregularidades no governo Silval. Faiad questiona a conduta ética e profissional dela, alegando que ela não cumpriria o Código de Ética da Magistratura Nacional e a Lei por ter concedido entrevistas expondo dados sobre a investigaçãi. A relatora do caso, desembargadora Maria Aparecida Ribeiro, votou pelo arquivamento da sindicância concluindo que não ficaram comprovados os indícios das faltas funcionais imputadas a magistrada. 50% dos desembargadores devem concluir seus votos após Machado concluir pedido de vistas. Não foi informado quando o pedido volta a ser julgado pelo pleno do tribunal.