Ponto Final

Aproximação e distância

O PP está dividido entre apoiar a reeleição de Taque e compor com outro grupo. O presidente estadual, Ezequiel Fonseca, afirmou que o partido deverá ficar "bem distante" do governador Pedro Taques (PSDB) nas eleições de outubro. "O Partido Progressista enquanto estiver sob a nossa liderança, a orientação será sempre de ficarmos longe desta gestão", disse o deputado, que era aliado do governo Silval Barbosa e aparece em gravações recebendo dinheiro no Palácio Paiaguás assim como outros deputados que são investigados. Já o ex-ministro da Agricultura Neri Geller, que deixou recentemente a secretaria nacional de Política Agrícola e é muito ligado a Blairo Maggi,  defende uma aproximação com o governo Taques, sob alegação de que sempre defendeu a unidade entre Estado e municípios. Nos bastidores, dizem que Geller representará a opinião de Maggi.